domingo, 7 de agosto de 2016

Capítulo 27 - A Verdade por trás da Fantasia da Pornografia [Livro de Shelley Lubben] Leitura Online PDF



XXVII

Uma Confissão

pArA o Inferno com o pArAíSo

Capítulo Vinte e Sete

O Espírito de Deus me acordou abruptamente às 03:30hs.

“Faça um web site com sua história.”

Eu finalmente concordei. “Tá bom, Deus.”

Uma coisa sobre mim, eu não discuto com Deus às 03:30hs da manhã,

especialmente quando o Seu Espírito me pede, me confronta e me

fortalece a criar um site em três horas.

Eu era uma web designer. Eu também sabia como fazer uma

ferramenta de busca otimizada e, por isso, naturalmente eu

convenientemente deixei de fazer essa parte. Eu pensei que ninguém

iria encontrar o site que eu havia feito, e caso alguém encontrasse,

talvez fosse para ajudar algumas mulheres a deixarem a indústria do

sexo. Então, eu propositadamente deixei os Meta tags (palavras chaves

para encontrar um site) em branco.

Sorriso.

É claro, que nada disso afetou Deus. Ele poderia fazer o que Ele

quizesse e Ele o fez. Dentro de alguns meses, “atrasadinhos”

começaram a me encontrar. Eu sei porque eu usei um contador de

visitantes para manter um olho em quantas pessoas visitavam o meu

novo Web site.

Eu era impertinente, eu admito. Eu realmente não estava pronta para

partilhar a minha história com o mundo inteiro.

Eu fugi disso a princípio. Mas logo eu comecei a receber e-mails com

pedidos para fazer entrevistas on-line.

“Muito bem, Deus, eu acho que é hora de falar para meus filhos e suas

escolas sobre o Seu plano”, eu disse a Deus.

“Sim”, Ele respondeu carinhosamente.

Então, depois de ter uma discussão com minha família sobre as

intenções de Deus, acabei no escritório do diretor da Escola Cristã das

minhas filhas. Para acabar com isso, disse-lhes o que Deus me disse

para fazer e que eu era uma ex-atriz pornô e que Deus salvou-me de

tudo debaixo do sol. Para minha grande surpresa, o diretor sorriu e me

disse que ele era um ex-usuário de heroína e sua mãe havia sido uma

prostituta!

Obrigada, Jesus, eu pensei.

Logo toda a escola sabia sobre a minha história. Mães e professores

começaram a vir até mim e dizer que eles foram tocados. A

bibliotecária foi especialmente tocada e chorou pelo que Deus tinha

feito em minha vida.

Comecei a realmente entender que minha história estava tocando

muitas vidas diferentes. Eu já sabia que a minha história tinha ajudado

as mulheres que estavam destruídas pelas drogas e álcool, mas afetar

de forma positiva a vida de mulheres cristãs, bom, isso foi uma

surpresa para mim.

Deus continuou a surpreender-me até que um dia a organização,

“Moralidade na Mídia”, pediu-me para fazer a minha primeira

entrevista por telefone. Eu pensei que tinha chegado o grande

momento. Finalmente, eu compartilharia minha história com o mundo

e todo mundo viria a conhecer e amar o meu Jesus! Então, eu dei a

entrevista muito ingenuamente e honestamente não tinha idéia de

onde estava me metendo.

Durante essa entrevista me perguntaram sobre meus sentimentos no

vício da pornografia. “Vício da Pornografia?” Eu perguntei a ela. “O que

é isso?” Eu não tinha idéia do que ela estava falando. Eu tinha ficado

trancada dentro de uma bolha cristã desde 1995, quando comecei a

frequentar o Centro de Campeões. Eu não tinha idéia do que era o vício

da pornografia.

Embora eu tivesse feito web design, eu nunca saí em redes sociais e

esses lugares da Internet. Eu só saí em fóruns de web design com

outros web designers. Ninguém nunca falava sobre o vício da

pornografia.

Nós falávamos sobre codificação.

Então, eu estive completamente escondida da pornografia e da maioria

do mundo por mais de 10 anos. O mais próximo que eu já havia

chegado do mundo contemporâneo foi quando ia ao supermercado

depois que deixei o exército em 2002 ou quando eu trabalhava com um

cliente em seu site de comércio eletrônico. Eu não assistia TV, com

exceção do show para crianças do Barney. Eu não ouvia música secular

ou o rádio. Eu criava as minhas filhas, estudava a Palavra de Deus e

Teologia, dava aulas de Bíblia na missão de resgate e projetava sites.

Eu vivia uma vida cristã tranqüila e confortável e de repente a senhora

do outro lado do telefone a interrompeu.

Ela me explicou que o vício em pornografia era o problema número um

de saúde mental e passou a compartilhar horríveis estatísticas da

pornografia comigo. Sentei-me na minha cadeira e engasguei. Fiquei

espantada ao saber que havia milhões de páginas de pornografia na

Internet. Fiquei horrorizada ao saber que a indústria do pornô lança

11.000 filmes por ano contra 400 de Hollywood. Fiquei ainda mais

traumatizada ao saber que 54% dos pastores tinham visto pornografia

na Internet dentro do último ano.

“Pastores?” Eu perguntei, horrorizada. Eu realmente tinha sido

reformada a uma senhora cristã agradável que tinha esquecido

completamente o seu passado. Eu imaginava que todo mundo que era

um líder cristão, vivia uma vida boa e santa. Como poderia um homem

de Deus ver pornografia, era além do meu pensamento limitado e

santo. Deus certamente iria me “zap” se eu fizesse uma coisa assim!

Após a entrevista eu estava chateada. Na verdade, eu estava

completamente irritada.

Como poderia a Igreja e o governo permitir que a indústria do sexo

escapasse com tantos assassinatos? Será que eles não sabem a verdade

sobre a pornografia e que as mulheres nos pornôs não gostam de fazer

pornô?

Eu sentei lá e me irritei e Deus falou claramente comigo e disse:

“Shelley, você deve escrever um artigo sobre a verdade por trás da

fantasia da pornografia.”

De repente, uma indignação Santa encheu-me e eu estava rabiscando

um artigo levemente gráfico sobre a verdade por trás da fantasia de

pornografia.

O artigo me assustou. Eu nunca tinha escrito um artigo em minha vida,

exceto trabalhos de pesquisa. Ele definitivamente foi o meu primeiro

artigo “gráfico”. Ai de mim, pensei. Perdi a cabeça. Mas Deus asseguroume

que Ele escreveu o artigo através de mim.

Então Ele fez uma coisa louca que eu nunca esquecerei. De repente, as

letras da melodia, “Você faz um homem adulto chorar” foram jogadas

em minha mente e me assustei tanto que eu empurrei o artigo explícito

para longe de mim. Por que uma música secular estava tocando na

minha mente? Certamente eu não tinha ouvido a música “Start Me Up”

em muitos anos.

Mas Deus me assegurou Ele teve suas razões para usar uma canção de

pedras para falar comigo. Em seguida, um versículo veio à mente

quando Jesus falou em Lucas 19:40:

“Eu digo a você”, ele respondeu: “se eles se calarem, as pedras clamarão.”

Uau, eu pensava em meu coração. O Deus Todo-Poderoso usou de uma

música de rock-n-roll para falar comigo. Certamente, minha Teologia

foi completamente esmagada.

Mas eu obedeci a Deus, e coloquei o artigo online e na boca da noite

meu artigo da “Verdade” começou a circular em todo o mundo.

Visitantes do meu web site passaram de centenas para milhares no

final de 2005. De repente, igrejas, organizações e pessoas envolvidas

com pronografia em todo o mundo começaram a entrar em contato

comigo. A indústria pornográfica também entrou em contato comigo.

Agora, eles queriam uma entrevista. Eu realmente estava animada

porque eu acreditava realmente que todos seriam salvos em uma única

entrevista. Eu estava tão animada para mostrar-lhes o amor de Jesus e

oferecer-lhes esperança e cura.

Luke Ford, um cara legal e jornalista pornográfico, começou a

entrevista me perguntando qual era o meu nome artístico.

Eu timidamente respondi de volta: “Bem, eu nunca revelei isso.”

Na verdade, eu não tinha posto o meu nome “pornô” em meu site

porque eu não queria que as pessoas que o visitassem fossem tentadas

a assistir aos filmes antigos. Mas eu pensei no fato de que o site do

Luke era um blog “adulto” e que nenhum cristão do mundo jamais iria

lê-lo. Além disso, eu tinha recebido e-mails de pornógrafos que até

agora me diziam que eu era uma mentirosa. Então, achei que era o

momento e o local perfeito para divulgar meu nome de trabalho

anterior e “calar a boca” dos opositores.

“Eu usava o nome de Roxy”, confessei. Então eu compartilhei o ponto X

da minha experiência no pornô, não querendo “ofender” qualquer um

na indústria pornô. Eu era muito nova para o moderno mundo da

pornografia em 2005.

Agradeci Luke pela entrevista e entusiasmada esperei para ouvir as

respostas quentes da indústria pornô. Aqui está uma pequena amostra

do que eu recebi:

“Vadia estúpida. Ninguém se importa com o que uma prostituta tem a

dizer.”

“F*** Mentirosa. Você ainda é uma puta que quer atenção.”

“Você não é nada além de uma vadia prostituta de Jesus!”

Eu me assustei. Eu não podia acreditar nos comentários que saltavam e

atacavam-me através da tela do meu computador.

Em seguida, vieram os e-mails viciosos. Pornógrafos e promotores a

favor da pornografia começaram a ameaçar-me com sabor maligno de

toda vulgaridade das profundezas do inferno. Tornei-me totalmente

sobrecarregada.

Chorei por dentro e por fora o ano inteiro, durante meu despertar

bruto em 2005. Eu não entendia como as pessoas na indústria do

pornô não podiam ver a beleza do que Deus tinha feito na minha a vida.

Para piorar as coisas, os chamados cristãos e pessoas “religiosas”

enviaram e-mails brutais de repreensão e uma interminável cadeia de

sugestões sobre o que eu deveria ou não fazer no meu novo Ministério

“Pornô.”

Para acrescentar insulto à injúria, enviei aos meus pais e familiares o

meu testemunho logo depois que o coloquei no meu site na esperança

de que eles glorificassem a Deus comigo e até comemorassem em como

Ele estava me usando. Eu fui acordada abruptamente quando minha

mãe me disse que eu provavelmente tinha ouvindo a voz do diabo.

“O QUÊ?” Eu não podia acreditar. Minha própria mãe se voltando

contra mim depois de toda a recupreação pela qual eu tinha passado.

Então, ela começou a compartilhar com outros membros da família o

“ataque” horrível que eu tinha lançado sobre ela e meu pai. Além disso,

ela envolveu meu irmão e minha irmã, e certamente, tive o privilégio

de ler seus e-mails de repreensão, juntamente com todos os outros que

eu recebi. É claro, eu escrevi de volta e me defendi e de repente eu

estava no inferno dos e-mails. Lá se foi toda a sabedoria que eu tinha

ganhado no Centro dos Campeões.

No mesmo ano em que Satanás lançou um ataque brutal em nossa

família, e o pai do meu marido morreu em 01 de abril de 2005, em um

acidente de bicicleta que foi uma aberração. Tudo a nossa volta

desmoronou completamente, e o nosso paraíso perfeito foi

inteiramente arrancado de nós.

Estávamos literalmente vivendo o Livro de Jó da Bíblia.

Desfeita e completamente quebrada, eu clamava a Deus por respostas.

Desanimada, pela internet uma mulher me enviou uma mensagem

instantânea que dizia que Deus lhe disse para me dar Isaías 26:3:

Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em Ti, porque ele

confia em Ti.

Fiquei grandemente consolada. Me agarrei àquela Escritura e a

aplicava para cada coisa suja e feia que vinha em minha direção.

Foi quando o diabo me fez uma visita.

A noite estava escura e fria. Todos, minhas filhas e meu marido

estavam dobrados na cama enquanto eu estava, é claro, a lendo emails.

Um peso terrível tomou conta de mim e de repente senti meu

corpo tentando desmaiar.

Fraca, pensei. Eu nunca desmaiei antes. O que há de errado comigo?

Quando me levantei de minha cadeira, eu percebi alguma COISA estava

em cima de mim e estava apertando minha cabeça. Eu percebi o que

“isso” era e repreendi em nome de Jesus enquanto eu tentava caminhar

até meu quarto para pedir ao meu marido que orasse por mim.

Envolvida ao redor por uma entidade do mal de parede a parede, a

força de mau me jogou para o chão, onde eu passei perto do quarto da

minha filha de cinco anos.

Não sabemos como aconteceu, mas alguém me arrastou para meu

quarto e me colocou sob a minha tábua de passar. De repente, eu ouvi a

voz de Garrett chamando meu nome e eu acordei e virei minha cabeça

para ver um par de olhos me olhando. Minha foto de Jesus, de alguma

forma tinha caído da parede e agora estava olhando diretamente para

mim. Em choque com tudo, eu tentei levantar, mas o peso ainda estava

em cima de mim e eu senti como se estivesse sendo estrangulada.

Garrett, um ex-combatente médico, pensou que eu tinha algum tipo de

doença física, mas quando eu mal expressei as palavras “Satanás”,

enquanto apontava para a minha garganta, ele começou a imaginar que

talvez pudesse ter sido demoníaco. Dei-lhe uma olhar louco como, o

que mais poderia ser, IDIOTA?

Garrett repreendeu o mal de mim e, finalmente, eu fui capaz de

respirar. Eu estava tão terrivelmente assustada que peguei todas as

versões diferentes da Bíblia que eu pudesse encontrar e rapidamente

me escondi sob minhas cobertas, onde eu me arrependi de todos os

pecados que eu já tinha cometido desde os três anos de idade.

Eu estava APAVORADA!

Eu com medo clamei a Deus: “Abba, Deus, por favor me salve!”

Mas Deus me assegurou que não havia nada a temer e que Ele estava

ali comigo. Ele me lembrou que Satanás não tinha autoridade sobre a

nossa família e que eu podia usar o nome de Seu Filho Jesus e

repreendê-lo. De repente lembrei-me das Escrituras de Batalha

Espiritual e comecei a recitá-las em voz alta, pois TODOS incluindo o

diabo, poderiam me ouvir. Escritura após Escritura eu declarei, em

nome de Jesus até que eu finalmente me cansei e cai dormindo.

Isto é, até que Satanás me acordou. Meus olhos foram abertos de

alguma forma, senti uma enorme bola preta flutuando entrar no meu

quarto e pairar sobre a borda da minha cama. Então ouvi uma voz falar

literalmente e contundente as palavras:

“Este é o meu sistema mundial e você não irá F**** com o meu

sistema.”

Essas foram as palavras exatas do diabo. Eu olhei imediatamente para

Deus e senti Sua grande presença por cima de mim. Cheia do Espírito

Santo virei a cabeça para o diabo e corajosamente respondi: “Fale com

Jeová”, e poof, ele foi embora.

Aquele primeiro ano lutando contra Satanás seria o primeiro de muitos

anos de guerra pela nossa família. Não treinados nas estratégias do

adversário do Santos, pouco sabíamos que a batalha contra o Reino de



Satanás, e por milhões de preciosas almas, tinha apenas começado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário